Prefeito do Rio sonha com Maracanã na Copa em 2014

Assumir o controle do Estádio do Maracanã e colocá-lo em condições de ser um dos locais para receber jogos da Copa do Mundo de 2014 - caso o Brasil seja confirmado como a sede - é a nova promessa do prefeito do Rio, Cesar Maia. O político fez a afirmação após a cidade passar com ?louvor? na quarta visita da Comissão de Inspeção da Organização Desportiva Pan-Americana (Odepa) e informou já ter recebido o aval para a tarefa do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). ?Estou assinando com todos os candidatos ao governo do estado um documento de 30 pontos que prevê a continuidade das obras do Pan-Americano de 2007, além da obrigação de a prefeitura ter a autorização para entrar no Maracanã (que é de competência do governo do estado), a partir do ano que vem, e retrofitá-lo (reformar preservando as características)?, assegurou o prefeito do Rio. Maia destacou que o principal opositor da idéia, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, já aceitou colocar o Maracanã entre os estádios da Copa do Mundo de 2014, caso a prefeitura consiga deixá-lo em condições de atender a todos os requisitos da Fifa. Teixeira sempre se mostrou cético quanto a possibilidade de o ?maior estádio do mundo? estar de acordo com as exigências do caderno de encargos para receber partidas da competição. Até o início da noite, procurado pela Agência Estado, o presidente da CBF não se manifestou sobre o caso. ?Teremos vários problemas a resolver, como criar vagas para estacionamento ou o problema das cadeiras cativas que precisariam deixar de existir?, disse o prefeito do Rio. ?Precisaríamos conversar com os proprietários e oferecê-los lugares permanentes em um setor das arquibancadas. Será que vão aceitar?? Visita de comissários terminaJá para os Jogos Pan-Americanos do Rio, o prefeito reviu uma decisão e aceitou construir dois acessos de saída e um rua dentro da Vila Pan-Americana e estimou um aumento de cerca de R$ 6 milhões nos custos da obra. Maia resolveu realizar as construções após um pedido do presidente da Comissão de Inspeção da Odepa, responsável pela competição continental, Júlio Maglione. Maglione encerrou nesta quarta-feira a quarta visita de inspeção após três dias percorrendo os locais escolhidos para a realização do Pan-2007, além de reuniões com organizadores e com o prefeito, a governadora do Rio, Rosinha Garotinho, e o ministro do Esporte, Orlando Silva. ?Cada vez que venho aqui, volto com imensa alegria porque todos os requerimentos que fizemos são contemplados?, ressaltou Maglione. A próxima inspeção deve ocorrer em março, quando a Odepa realizará na cidade sua reunião do Conselho Executivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.