Prefeitura de Porto Alegre rompe com Instituto RG

A prefeitura de Porto Alegre rompeu o acordo que mantinha com o Instituto Ronaldinho Gaúcho para oferecer atividades extracurriculares para alunos da rede municipal nas dependências da organização não governamental, localizada na zona sul da cidade. A decisão foi tomada no dia 5 e, conforme a secretária municipal da Educação, Cleci Jurach, não tem vínculo com o polêmico leilão do craque gaúcho para clubes de futebol brasileiro promovido por seu irmão e empresário, Roberto de Assis Moreira. O convênio vigorava desde agosto de 2007. O instituto buscava e entregava as crianças em casa ou na escola e oferecia, em suas instalações, atividades esportivas e educativas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.