Prejuízo do clube pode chegar a R$ 15 mi

Se o Corinthians tiver de jogar com portões fechados até o final da Libertadores, terá um prejuízo de cerca de R$ 15 milhões só com a bilheteria. O valor é praticamente um terço do que o clube investiu na contratação do atacante Alexandre Pato, avaliada em R$ 42 milhões.

O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2013 | 02h03

Se a punição ficar restrita à fase de grupos, o prejuízo cairá para quase R$ 7 milhões.

Essas são as principais cifras de um estudo realizado pela consultoria inglesa BDO, que tem uma área especializada no mercado esportivo. O estudo considera, entre outras variáveis, o aumento de preço dos ingressos e a projeção de ocupação de 100% dos assentos, o que não aconteceu no ano passado.

O número é bastante significativo, já que a Libertadores é uma importante fonte de receitas para o Corinthians em 2013. Dados oficiais do clube informam que 83,5 mil ingressos já foram vendidos para as partidas em casa da primeira fase.

O prejuízo financeiro é o principal dano ao clube na visão dos consultores. "Não houve impacto negativo na imagem. O Corinthians continua em ascensão como campeão da Libertadores e do mundo. Foi um fato isolado. Uma briga generalizada poderia ter outra influência", avalia Pedro Daniel, gerente de esportes da BDO.

Ele explica que a punição imposta pela Conmebol pode minimizar a negatividade do episódio. "O desafio do clube é fazer do limão uma limonada e tentar reverter esse momento com ações positivas." / G.Jr. e R.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.