Preocupado com saída de entidades, chefe da SportAccord quer encontro com COI

Preocupado com a saída de diversas entidades da SportAccord, o presidente Marius Vizer afirmou nesta terça-feira que pretende se reunir com o Comitê Olímpico Internacional (COI) para aparar as arestas depois das duras críticas que fez à entidade no mês passado.

Estadão Conteúdo

19 de maio de 2015 | 13h08

Vizer revelou que propôs uma reunião com o presidente do COI, Thomas Bach. Ele não informou se Bach aceitou o convite e se já há data definida para o encontro. De acordo com o dirigente da SportAccord, a reunião é "necessária para o benefício e a unidade de todo o movimento esportivo".

Com esta reunião, Vizer espera se aproximar do COI para amenizar suas críticas públicas que geraram mal-estar dentro da sua própria entidade. Federações internacionais de diversas modalidades, sejam olímpicas ou não, e diversos outros atores do esporte internacional, repudiaram as declarações de Vizer.

Após acusar o COI de ser pouco transparente, ele foi rapidamente taxado de "ditador", porque não expressava a opinião dos membros da entidade. No dia seguinte, a Associação de Federações Olímpicas de Verão (ASOIF, na sigla em inglês) anunciou a suspensão das suas relações com a SportAccord.

Foi a primeira de uma série de entidades que se afastaram SportAccord nas semanas seguintes. Ao todo, federações de 10 modalidades suspenderam seus vínculos com a entidade, incluindo boxe, canoagem, tiro com arco e tae kwon do, entre outras. A última delas foi a Federação Internacional de Levantamento de Peso, nesta mesma terça-feira.

Diante destas baixas, Vizer se viu na necessidade de se reaproximar do COI. Ele afirmou que espera ter "discussões positivas que levem a soluções tangíveis".

Tudo o que sabemos sobre:
SportAcoordOlimpíadaMarius Vizer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.