Preparação de 1º mundo

Com uma estrutura só vista na equipe japonesa, 50 pessoas desembarcaram na Inglaterra com o intuito de conseguir a melhor participação da modalidade em Jogos Olímpicos.

Wilson Baldini Jr., ENVIADO ESPECIAL/LONDRES, O Estado de S.Paulo

27 de julho de 2012 | 03h06

A preparação inédita que o judô brasileiro teve em sua caminhada aos Jogos de Londres será testada a partir da madrugada de amanhã, quando Sarah Menezes e Felipe Kitadai pisam no tatame da Excel Arena. Com uma estrutura só vista na equipe japonesa, 50 pessoas (14 atletas olímpicos, 18 atletas de suporte e 18 da comissão técnica) desembarcaram na Inglaterra com o intuito de conseguir a melhor participação da modalidade em Jogos Olímpicos.

Uma das conquistas dadas como certa é uma medalha de Sarah Menezes. A brasileira não deverá ter problemas na primeira luta diante da vietnamita Ngoc Tu Van. A francesa Laetilia Payet e a húngara Eva Csernoviczki deverão ficar diante de Sarah nas rodadas seguintes. "Tenho muita confiança na Sarah, ela está em uma ótima forma", disse a técnica Rosicléia Campos.

Já Kitadai não teve a mesma sorte e caiu no setor da chave de Rishod Sobirov, apontado por muitos como o melhor judoca da atualidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.