Divulgação
Divulgação

Presidente de Gana cobra empenho da seleção na Copa do Mundo

Em encontro com os jogadores, John Mahama afirmou que equipe não deve temer ninguém

Agência Estado

23 de maio de 2014 | 11h56

ACRA - Na véspera de deixar Gana rumo aos treinos em preparação para a Copa do Mundo, os jogadores da seleção africana foram recebidos pelo presidente do país, John Dramani Mahama, em um jantar especial na noite de quinta-feira. Mas, além de ouvir palavras de estímulo do mandatário nacional, os atletas receberam cobranças de Mahama.

Em um discurso ao grupo, o presidente cobrou empenho dos jogadores nos gramados brasileiros. "Nós esperamos que vocês morram um pouquinho pelo seu país... Respeitamos nossos oponentes, mas não tememos ninguém", disse Mahama, na despedida dos jogadores, que não se manifestaram após a cobrança do presidente.

A delegação de Gana viajará neste sábado para jogar amistosos na Europa e nos Estados Unidos. A preparação terá início com a partida contra a Holanda, em Roterdã, no dia 31 deste mês. Depois, o grupo africano vai para Miami, onde enfrentará a Coreia do Sul, no dia 9 de junho, às vésperas da abertura da Copa, no dia 12.

No Grupo G do Mundial, a seleção africana fará sua estreia somente no dia 16 de junho contra os Estados Unidos. Depois terá pela frente Alemanha, uma das favoritas ao título, e a equipe de Portugal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.