Presidente do COI promete ajuda a vítimas de terremoto no Nepal

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, prometeu nesta segunda-feira que a entidade vai ajudar as vítimas do terremoto que devastou o Nepal no sábado. O número de mortos, de acordo com a polícia nepalesa, já passa de 4 mil e os feridos chegam a 7.180.

Estadão Conteúdo

27 de abril de 2015 | 14h25

Em Nova Délhi, onde se reuniu com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, Bach afirmou que ajudará o Nepal a "reconstruir sua infraestrutura" e a "reviver o movimento olímpico". O dirigente, contudo, não citou cifras ou valores e nem deu detalhes de como será o auxílio do COI.

Mais cedo, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, também lamentou a tragédia e colocou a entidade máxima do futebol à disposição do governo nepalês. "Em nome da comunidade internacional do futebol, gostaria de me unir a vocês expressando meu mais profundo pesar aos familiares e às vítimas do terremoto que devastou seu país", disse Blatter, em carta enviada a Dhirendra Pradhan, secretário-geral da Associação de Futebol do Nepal.

"Se houver qualquer coisa que a Fifa puder fazer para aliviar o sofrimento, por favor não hesite em pedir. Enquanto isso, desejamos a vocês muita coragem. Meus pensamentos estão com a comunidade nepalesa neste momento triste", declarou o mandatário da Fifa.

Tudo o que sabemos sobre:
COIFifaNepalterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.