Divulgação
Divulgação

Presidente do Real descarta final da Copa do Rei no Santiago Bernabéu

Decisão da competição sempre é disputada em campo neutro, mas clube já avisa Alavés e Barcelona que o estádio está em obras

Estadao Conteudo

09 Fevereiro 2017 | 14h10

Dois dias depois de o Barcelona superar o Atlético de Madrid e se classificar à final da Copa do Rei, começou nesta quinta-feira a tradicional novela: "onde será a decisão?". Como tem se acostumado a fazer, o Real Madrid já encontrou argumento para vetar o Santiago Bernabéu.

"No Bernabéu não pode ser a final porque estará em obras", disse, brevemente, o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, em evento de lançamento de um livro sobre os mais recentes títulos internacionais do clube, logo cobrando que os jornalistas perguntassem de outro tema.

A final da Copa do Rei é disputada sempre em um estádio neutro. E, como a renda é dividida entre os adversários (Barcelona e Alavés, no caso) e a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), todos preferem jogar no maior estádio possível. E como o Camp Nou daria vantagem ao Barcelona, o Santiago Bernabéu é sempre a primeira opção.

De fato, o Real Madrid pretende iniciar uma grande reforma do seu estádio ao fim da temporada, mas as obras devem durar dois anos e meio. A decisão está marcada para 27 de maio, apenas 13 dias depois do último jogo do Real em casa pelo Campeonato Espanhol.

O Real, porém, não tem interesse na possibilidade de ver o Barcelona, seu arquirrival, fazer festa em sua casa. O último título dos catalães no Santiago Bernabéu foi em 1996 e, sempre que o Barcelona chega à decisão, o estádio do Real é vetado. Em 2015, a final contra o Athletic Bilbao foi no próprio Camp Nou. Em 2016, contra o Sevilla, o palco foi o Vicente Calderón.

O estádio do Atlético de Madrid, aliás, novamente aparece com uma opção para a final. O problema, nesse caso, é que o Vicente Calderón será aposentado ao fim da temporada, porque o Atlético vai para um novo estádio. E o clube madrilenho não parece disposto a ver o Barcelona fazer a festa no último jogo do seu velho estádio.

Mais conteúdo sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.