Presidente Lula recebe delegação do Pan

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quinta-feira, ao receber uma parte da delegação brasileira que participará dos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, na República Dominicana, a realização da Olímpíada de 2012 no Rio de Janeiro. Vestindo o jaleco e o boné que fazem parte do uniforme dos atletas que representarão o Brasil na competição, Lula disse que o País oferece segurança e condições para a competição. "Não é tarefa fácil, mas acho que o Brasil tem de provar que tem competência e qualidade para dar aos atletas do mundo inteiro segurança e condições de disputa", disse o presidente, referindo-se ao fato de que o Rio disputará a indicação para sediar a Olimpíada de 2012 com metrópoles como Paris, Londres e Madri, entre outras. Ele afirmou que é preciso uma corrente muito forte de dirigentes esportivos, atletas e da sociedade em geral para conseguir que a competição se realize no Brasil. Os 112 atletas presentes ao encontro de hoje, no Palácio do Planalto, foram apresentados a Lula pelo presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, e pelo ministro dos Esportes, Agnello Queiroz. Do encontro participou, também, a secretária nacional de Esportes de Alto Rendimento, Maria Paula Gonçalves, a ex-jogadora profissional de basquete "Magic Paula". Ao receber do triatleta Leandro Macedo o jaleco dos Jogos Pan-Americanos, Lula tirou seu paletó, para risos dos atletas, e foi ajudado por sua mulher, Marisa, para vestir o uniforme. Ele fez questão, também, de posar para fotos usando o boné do Brasil, a exemplo do que fez com o boné do Movimento dos Sem-Terra (MST), no início deste mês, o que causou muita polêmica. O presidente deu atenção especial à ginasta Daniele Hypólito e, ao se dirigir aos atletas, disse que, mesmo que não consigam medalhas, receberão o carinho do País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.