Pressionado após cair em semifinal, Fla busca recuperação contra Volta Redonda

Superar a eliminação para o Atlético Paranaense na Copa Sul-Minas-Rio é a ordem no Flamengo. Pressionado e criticado pela derrota sofrida na última quarta-feira, o time tem neste sábado a primeira chance para se recuperar na partida contra o Volta Redonda, às 18h30, no estádio Raulino de Oliveira, na cidade de Volta Redonda, em jogo válido pela terceira rodada da Taça Guanabara, a segunda fase do Campeonato Carioca.

Thiago Rabelo, especial para a AE, Estadão Conteúdo

26 de março de 2016 | 09h00

Nas duas primeiras partidas, o rubro-negro venceu uma e empatou a outra, retrospecto que o deixa com quatro pontos e na terceira colocação. Com um ponto a menos, o Volta Redonda vem na sequência, na quarta posição.

Mesmo sem o peruano Guerrero e o colombiano Cuellar, ambos com suas seleções nas Eliminatórias da Copa de 2018, diretoria e torcida esperavam uma classificação para a final da competição regional. A derrota deixou marcas, com duras críticas ao técnico Muricy Ramalho, que optou por poupar alguns jogadores na quarta-feira.

Neste sábado, o treinador deve repetir a estratégia, mas não confirmou quais são as mudanças. Certo é que Emerson Sheik, cansado, não foi relacionado e fica fora do confronto. Outras mudanças podem ser a saída de Wallace, Juan e Willian Arão. O trio também já demonstra sinais de cansaço da temporada e deve ficar no banco.

Invicto no Raulino de Oliveira, com quatro vitórias e um empate, e embalado após o triunfo sobre o Bangu por 3 a 1, o Volta Redonda acredita que pode surpreender o adversário. O técnico Felipe Surian não tem nenhum problema para o jogo e aposta em Vinicius Pacheco, revelado pelo Flamengo e autor de um gol na partida anterior.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoOliveiraMuricy RamalhoJuan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.