Prestígio de Popó nos Estados Unidos continua intacto

Apesar da derrota para Diego Corrales, em agosto de 2004, o prestígio do brasileiro Acelino Popó Freitas nos Estados Unidos não está abalado. Pelo contrário. O ex-campeão mundial dos superpenas e leves conseguiu um feito raro. Sob contrato com a tevê HBO desde 2005, o pugilista baiano é indicado pela rival Showtime como um dos maiores ?artistas do nocaute? durante os 20 anos em que o canal transmite lutas de boxe. Popó disputa com lendas como Mike Tyson, Evander Holyfield, Ricardo Lopez e Terry Norris. Os votos serão computados até dia 6 de maio.No Foxwoods Casino, em Mashantucket, local de sua luta, sábado, diante do norte-americano Zahir Raheem, pelo cinturão vago dos leves, versão Organização Mundial de Boxe (OMB), o crédito é ainda maior. Seu rosto está em cartazes espalhados por todo complexo hotel-cassino e seu nome é destaque no Pequot Times, jornal interno do hotel. ?Acelino Freitas retorna ao Foxwoods?, destaca o diário.Dos 2.500 ingressos colocados à venda, restavam nesta terça-feira à tarde apenas 236 para serem vendidos. A previsão da organização é de que os bilhetes restantes sejam negociados ainda nesta quarta. ?Adoro o estilo de Freitas lutar. Venho para assistí-lo, mas ele vai perder para Z-Man?, disse Gary Chadwell, morador de Groton, cidade próxima a Mashantucket, na fila para a compra de ingressos.Na quinta, os pugilistas se encontram para a última entrevista coletiva, às 13h30 (horário de Brasília), no Club BB King, dentro do hotel Foxwoods. A pesagem está prevista para sexta-feira, às 18 horas (de Brasília). Mais dois brasileiros estarão na programação de sábado à noite: Luciano Silva e Carmelito de Jesus. A Rede TV! anuncia a transmissão ao vivo do evento para o Brasil.

Agencia Estado,

25 de abril de 2006 | 17h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.