Ricardo Moraes/ Reuters
Ricardo Moraes/ Reuters

Previsão de ventos fortes faz Rio-2016 ter 1º desafio real em teste

Programação de Mundial Junior de Remo deve ser alterada

Estadão Conteúdo

05 de agosto de 2015 | 15h33

No exato dia em que celebra o início da contagem regressiva de um ano para os Jogos Olímpicos, o Comitê Organizador vive o seu primeiro desafio real. A previsão é de ventos fortes no sábado a partir do meio-dia, na Lagoa Rodrigo de Freitas, e toda a programação do evento-teste do remo poderá ser alterada.

O Mundial Júnior de Remo começou na manhã desta quarta-feira, com baterias eliminatórias. A programação previa que as eliminatórias prosseguissem na quinta pela manhã. Na sexta deveriam ser realizadas as baterias de repescagem e de quartas de final.

Mas a organização do evento, liderada pela Federação Internacional de Remo (FISA, na sigla em inglês), optou por antecipar todas as baterias de sexta-feira para a quinta à tarde. Assim, abre a possibilidade de que as finais de sábado sejam também antecipadas para a sexta-feira.

Essa decisão só será anunciada na quinta-feira, após as baterias da manhã, e vai depender da análise de novos dados meteorológicos. Para domingo, todos os ingressos estão vendidos. Também já foram comercializados tíquetes para os outros dias, mas o Comitê Rio-2016 ainda não anunciou qual será o procedimento para quem se sentir prejudicado.

O Mundial Júnior de Remo conta com 563 atletas de 54 países, numa simulação do que deve ser a competição de remo dos Jogos do Rio. A expectativa é que a Olimpíada reúna 550 atletas.

Tudo o que sabemos sobre:
rio-2016Jogos Olímpicosevento-teste

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.