Franõis Flamand/DPPI
Franõis Flamand/DPPI

Príncipe não se abala com punição e ganha etapa dos carros

Após tomar dois minutos no dia anterior por velocidade em zona restrita, Nasser Al-Attiyad, domina a especial desta segunda-feira

Vipcomm/Estadão

05 de janeiro de 2015 | 21h43

Penalizado ontem à noite em dois minutos pela organização, por velocidade em zona restrita, o príncipe do Catar, Nasser Al-Attiyah, mostrou personalidade nesta segunda-feira (5) ao vencer a segunda etapa do Dacar 2015. Com o carro Mini, o campeão da prova em 2011 não só saiu com a vitória do trecho cronometrado de 518 quilômetros, um dos mais duros da 37ª edição da prova, entre Carlos Villa Paz e San Juan, na Argentina, como viu seu principal rival neste início, o argentino Orlando Terranova, perder minutos importantes na corrida pelo título após um acidente.

Com isso, o veículo do catari está na primeira posição da classificação geral com o tempo total de 6h19min40s, mais de sete minutos de vantagem sobre os carros da Toyota, comandados pelo sul-africano Giniel de Villiers, em segundo, e o holandês Bernhard Ten Brinke, em terceiro. Em relação a Terranova, que teve muito trabalho para completar o trajeto de hoje, em 10º, a diferença é de 24 minutos. "Esta vitória é muito importante para este Dacar. Estudei bastante a etapa durante a noite. Matthew e eu fomos dormir 1h30min. Então, fizemos um grande trabalho", relata Nasser.

Entre os brasileiros, Guilherme Spinelli e Youssef Haddad superaram a diversidade de terrenos e acabaram em 16º. O ótimo resultado no dia, a frente de grandes nomes como Stéphane Peterhansel (FRA), onze vezes campeão do Dacar, que se perdeu no trajeto e foi o 27º, e Nani Roma (ESP), bicampeão do Dacar e 22º na especial, é um bom combustível para dupla da Mitsubishi Petrobras continuar sua jornada na prova. Eles estão em 15º na classificação geral. “Hoje era uma daquelas especiais que chegar ao final já é uma grande vantagem. Mais um dia que fica pra trás. Fizemos os 518 km sem descer do carro e isso é muito bom", conta Youssef. O navegador Eduardo Sachs (BRA), que compete ao lado do piloto português Ricardo Legal, com um Nissan, foi o 29º. Eles ocupam a 26ª posição após duas etapas.

TERCEIRA ETAPA

Nesta terça-feira (6), os carros terão percurso e quilometragem diferentes em relação as motos e quadriciclos. O percurso entre San Juan e Chilecito, na Argentina, terá percurso total de 542 km, sendo 284 km de trechos cronometrados.

RESULTADO

1º Nasser Al-Attiyah (QAT) / Matthieu Baumel (FRA) #301 (Mini) 5h04min50s

2º Giniel de Villiers (RSA) / Dirk Von Zitzewitz (ALE) #303 (Toyota) +8min30s

3º Bernhard Ten Brinke (HOL) / Tom Colsoul (BEL) #315 (Toyota) +10min04s

4º Krzysztof Holowczyc (POL) / Xavier Panseri (FRA) #307 (Mini) +11min12s

5º Vladimir Vasilyev (RUS) / Konstantin Zhiltsov (RUS) #310 (Mini) +16min09s

16º Guilherme Spinelli (BRA) / Youssef Haddad (BRA) #324 (Mitsubishi) +34min16s

29º Ricardo Leal (POR) / Eduardo Sachs (BRA) #360 (Nissan) +1h11min57s

CLASSIFICAÇÃO (após duas etapas)

1º Nasser Al-Attiyah (QAT) / Matthieu Baumel (FRA) #301 (Mini) 6h19min40s

2º Giniel de Villiers (RSA) / Dirk Von Zitzewitz (ALE) #303 (Toyota) +7min42s

3º Bernhard Ten Brinke (HOL) / Tom Colsoul (BEL) #315 (Toyota) +9min42s

4º Krzysztof Holowczyc (POL) / Xavier Panseri (FRA) #307 (Mini) +10min28s

5º Vladimir Vasilyev (RUS) / Konstantin Zhiltsov (RUS) #310 (Mini) +17min23s

15º Guilherme Spinelli (BRA) / Youssef Haddad (BRA) #324 (Mitsubishi) +39min24s

28º Ricardo Leal (POR) / Eduardo Sachs (BRA) #360 (Nissan) +1h16min38s

Tudo o que sabemos sobre:
Rali Dacar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.