Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Proibido associar ídolo à pornografia

A Justiça argentina proibiu os sites de busca, como Google e Yahoo!, de relacionarem Diego Maradona às páginas de pornografia e prostituição na web. O nome do ex-jogador era utilizado como isca para atrair internautas a conteúdos impróprios, muitas vezes por meio de fotos do ídolo argentino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.