Sarah Brunson/AP
Sarah Brunson/AP

Promessas do esqui alpino morrem após avalanche na Áustria

Jovens americanos desciam montanha quando foram surpreendidos por nevasca na região de Soelden, sede de etapa do Mundial

Estadão Conteúdo

06 de janeiro de 2015 | 09h33

Dois promissores esquiadores da seleção dos Estados Unidos morreram após serem atingidos por uma avalanche durante um treinamento nos Alpes Austríacos. A seleção informou que Ronnie Berlack, de 20 anos, e Bryce Astle, de 19, morreram perto da geleira de Rettenbach, nas montanhas que se elevam acima da região de Soelden, sede das competições da etapa de abertura da Copa do Mundo de Esqui Alpino.

Berlack e Astle faziam parte de um grupo de seis esquiadores que desciam pelas encostas do Gaislachkogel, de 3.056 metros, quando acabaram sendo surpreendidos pela avalanche. Os outros quatro esquiadores que os acompanhavam saíram ilesos.

As autoridades da região de Tirol disseram que haviam emitido um alerta de avalanche depois de dias de neve pesada. "Ronnie e Bryce foram excelentes esquiadores e apaixonados pelo seu esporte", disse o presidente da Associação de Esqui e Snowboard dos Estados Unidos, Tiger Shaw.

Tudo o que sabemos sobre:
esquimorteesqui alpino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.