Pronto para o sofrimento?

TUTTY HUMOR

O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2012 | 03h07

Com a cabeça no Japão, a torcida do Corinthians tem bons motivos para não fazer escala em Londres. Os caras não gostam nem de lembrar do costume de se frustrar com resultados, sem o que fica muito difícil torcer pelo Brasil em olimpíadas.

Sem querer desanimar a garotada que há quatro anos não tinha ainda idade para sofrer com nada, devo alertar por experiência própria que é duro, mano, não é fácil ser brasileiro em Jogos Olímpicos.

A gente apanha muuuiiito!

Se bem que Londres 2012 leva sobre Pequim 2008 a vantagem de ninguém precisar acordar de madrugada no Brasil para perder. Na China, até o fuso horário jogava contra!

Relembrando o que aconteceu, acabamos em 23.º lugar, com 3 medalhas de ouro, 4 de prata e 8 de bronze. Pior é que, quando a fase não é boa, alguma coisa bizarra acaba sempre roubando a cena dos raros momentos de glória.

O sumiço bizarro da vara de Fabiana Murer na hora do salto em Pequim marcou quase tanto o torcedor brasileiro quanto o inusitado protagonismo de Vanderlei Cordeiro de Lima sendo arrancado da maratona de rua por um homenzinho de saia colorida em Atenas 2004 - lembra?

A boa notícia é que nada muito pior deve nos acontecer em Londres.

Ô, raça!

Nada em particular contra a Olimpíada! Os ingleses não conseguem se empolgar muito com nada. Eles são assim mesmo!

Mundo cão

Da série 'Imagina só se fosse lá no Rio', a polícia francesa recuperou a prótese de braço do medalhista de ouro paraolímpico Arnaud Assoumani, assaltado no sábado por dois homens armados num subúrbio de Paris.

Tá na cara

O Cacique Cobra Coral pode estar em Londres a convite do COI. Os britânicos não têm outra explicação para tantos dias seguidos de sol no Reino Unido.

Confusão maior

De um senhor escocês que ontem assistia à apresentação do time da Coreia do Norte em fotos no telão do estádio no Hampden Park, em Glasgow, e nem reparou na troca da bandeira do país comunista pela da vizinha inimiga Coreia do Sul: "É futebol feminino ou masculino?"

Sabe-tudo

Pelas contas do ministro Aldo Rebelo, do Esporte, com o tanto de dinheiro que o governo está gastando nessa brincadeira dá para faturar umas 20 medalhas em Londres, desde que os preços do ouro e da prata não disparem nos próximos 15 dias.

Mascarado

Aloizio Mercadante chegou ao Reino

Unido se apresentando como o único

titular absoluto do time de ministros que Dilma Rousseff levou a Londres.

Desperdício

Virou unanimidade entre os atletas de todo mundo a crítica que se faz na Vila Olímpica à escalação de Maria Sharapova como porta-bandeira da Rússia na cerimônia de abertura dos Jogos. A galera preferia vê-la desfilar em trajes de rainha

de bateria!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.