Prova de saltos começam em Orlândia

Com a distribuição de R$ 148 mil em prêmios, começa nesta quarta-feira e termina no domingo, no Centro Hípico Agromen, em Orlândia, na região de Ribeirão Preto, o 5.º Concurso de Salto Internacional. Essa é uma das provas mais aguardadas do calendário hípico sul-americano, reunindo competidores de vários países vizinhos que buscam as premiações e também pela infra-estrutura do local. Cavaleiros olímpicos, como Álvaro Affonso de Miranda Neto (Doda), Luís Felipe Azevedo, Vítor Alves Teixeira, que venceu em Orlândia, em 97, e Bernardo Rezende Alves, que foi medalha de ouro (ao lado de Doda, Teixeira e André Johannpeter), por equipe, nos Jogos Pan-americanos de Winnipeg, no Canadá, em 1999, e campeão da 3.ª edição de Orlândia, em 99, são alguns dos destaques da competição. Além do Concurso de Salto Internacional (um dos quatro eventos que ocorre no País, como em São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro), outras provas estão agendadas, como o Concurso de Salto Nacional, a Copa Agromen de Cavalos Novos (5, 6 e 7 anos) e provas da Associação Paulista de Escolas de Hipismo e Cavaleiros (Apehc). A expectativa da organização é reunir mais que os 800 conjuntos que competiram em 2000 e que teve como vencedor Pedro Paulo Lacerda. As premiações incluem um automóvel, relógios Rolex, motos, televisões, DVDs e cavalos de criação do próprio haras Agromen.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.