Prudente surpreende, Botafogo passeia e Vasco avança no sufoco

Lanterna do Paulista não leva gols do Atlético-MG. No Engenhão, 3 a 0 e, em São Januário, a virada veio no fim: 2 a 1

, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2011 | 00h00

O Grêmio Prudente protagonizou a grande zebra da rodada da Copa do Brasil, ontem à noite. O lanterna do Campeonato Paulista foi até a Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, e conseguiu segurar o empate sem gols diante do Atlético-MG para avançar às oitavas de final. O time paulista havia vencido na semana passada, em casa, por 2 a 1. Na próxima fase, o adversário será o Ceará, que passou pelo Brasiliense.

Mérito para a forte retranca armada por Márcio Goiano que, apesar do sufoco nos minutos iniciais, soube conter o ímpeto dos mineiros. O Atlético atacou de todas as formas, mas bem marcado, acabou perdendo a cabeça e, na fase final, com as expulsões de Leonardo Silva e Serginho, viu a vaga indo pelo ralo.

Festa paulista e também carioca. Botafogo, sem problemas, e Vasco, no sufoco, confirmaram o favoritismo e avançaram. O time cruzmaltino estava amargando a eliminação, em São Januário, até os 32 minutos da fase final, quando Bernardo marcou o gol da virada e do alívio.

Com o 0 a 0 em Natal, bastava, aos vascaínos, ganhar em casa. Mas logo aos 18 minutos, Cascata abriu o marcador para os visitantes. Naquele momento, a virada seria necessária. Alecsandro, de pênalti, renasceu as esperanças vascaínas, aos 7. Bastava mais um gol. E a pressão era grande. O tempo, porém, era o maior adversário. E ele passava rápido. A bola parecia não querer entrar até, aos 32, Bernardo _ veio do banco de reservas - aproveitou bem o cruzamento de Eder Luiz. No fim, a torcida gritou até olé.

Peto dali, no Engenhão, o Botafogo mostrou completa superioridade em noite de bom futebol e goleou o Paraná, por 3 a 0. Loco Abreu fez dois gols e liderou o time, que agora encara o Avaí.

"Precisávamos de uma atuação como essa. Nos dá confiança para a próxima fase e para a Taça Rio. O Caio Júnior (técnico) vai saber armar um bom esquema para o clássico com o Flamengo", disse o atacante Caio, que entrou no segundo tempo e fez o terceiro gol, de pênalti.

Vencedores do primeiro duelo, os donos da casa não sentaram sobre a vantagem e buscaram o gol do início ao fim da primeira etapa. Em dois passes de Herrera, Loco Abreu abriu logo 2 a 0 no placar. No fim, Caio, de pênalti mal marcado, definiu.

"A jogada do gol foi uma mostra do que estamos treinando", ressaltou Loco Abreu, a respeito das mudanças táticas promovidas por Caio Júnior.

ALÍVIO DO ARTILHEIRO

2 gols

o atacante Souza fez na vitória e classificação do Bahia sobre o Paysandu por 2 a 1 em Salvador. Ele vinha sofrendo críticas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.