Putin fica perplexo com acusações

Acusado de corrupção, Joseph Blatter voltou a receber um defensor de peso: Vladimir Putin, primeiro-ministro da Rússia, ele próprio envolvido num escândalo de corrupção no passado.

, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2011 | 00h00

"O que vejo agora me causa perplexidade, já que acusar Blatter de corrupção é uma absoluta sandice", disse o russo. "Estou seguro de que isso não influenciará de nenhuma maneira a eleição do futuro presidente da Fifa", falou, lembrando das eleições da entidade, na quarta.

Os elogios de Putin ao atual chefe da Fifa prosseguiram e ele avisou que, se pudesse, votaria em Blatter para seguir no comando da entidade. "Ele fez muito pelo desenvolvimento do futebol e transformou um simples esporte em um fenômeno social de alcance mundial."

Putin já havia defendido Blatter em dezembro, quando a Fifa foi acusada de corrupção pela imprensa inglesa às vésperas da escolha da sede do Mundial de 2018. A Rússia foi a escolhida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.