Quatro esquiadores russos são banidos de Jogos de Inverno por doping em Sochi

Outros dois esquiadores já haviam sido punidos na semana passada

Estadão Conteúdo

09 Novembro 2017 | 11h18

Novos casos de doping no esporte russo foram revelados nesta quinta-feira. A federação de esqui cross-country do país confirmou que quatro atletas da modalidade foram flagrados por uso de substâncias proibidas na Olimpíada de Inverno de Sochi, realizada em 2014.

+ Ouro na maratona do Rio-2016, queniana é suspensa por 4 anos por doping

+ De volta a Londres, Mo Farah encerra parceria com técnico acusado de doping

A federação anunciou também que os quatro atletas em questão tiveram os resultados desqualificados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) e foram banidos dos Jogos de Inverno para sempre.

Com isso, a Rússia perdeu as três medalhas de prata conquistas em Sochi por Maxim Vylegzhanin, um dos nomes flagrados no antidoping. Os outros três atletas foram Alexei Petukhov, Yulia Ivanova e Evgenia Shapovalova, que não subiram no pódio há três anos.

Já são seis os casos de doping envolvendo esquiadores cross-country da Rússia em Sochi, já que Alexander Legkov, ouro na corrida de 50km, e Evgeny Belov haviam sido punidos na semana passada. A federação da modalidade no país prometeu apelar contra as sanções anunciadas nesta quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.