Queniana conquista a São Silvestre

A queniana Margaret Okayo conquistou pela primeira vez a Corrida Internacional de São Silvestre. Bicampeã da Maratona de Nova York (2001/03), ela já tinha sido vice na tradicional prova de fim de ano nas ruas de São Paulo, em 2001, mas na corrida desta quarta-feira não deu a mínima chance para as adversárias, abrindo grande vantagem desde o começo. A atual campeã da prova feminina da São Silvestre, a brasileira Marizete Rezende, não pôde participar da 79ª edição da corrida, pois foi flagrada no exame antidoping. Assim, a melhor atleta do País foi Márcia Narloch, que chegou em terceiro lugar, atrás da também queniana Debora Mengich.Percurso - Apesar da boa diferença sobre as demais participantes, Margaret Okayo, disse ter ficado "impressionada com o desempenho das brasileiras". Empolgada com a vitória, ela já estava no alto do pódio acenando para o público antes mesmo da chegada de Márcia Narloch, a terceira colocada.Da largada em frente ao Masp, na avenida Paulista, com temperatura de 31 graus, até a o final da descida da rua da Consolação, Margaret Okayo correu ao lado de outras 10 concorrentes, mas na entrada da avenida São João, começou a abrir uma vantagem que foi aumentando até o final da corrida em frente ao edifício da TV Gazeta, também na Paulista.Confira a classificação das 5 primeiras colocadas:1ª Margaret Okayo (Quênia) - 51s24 2ª Debora Mengich (Quênia) - 52s35 3ª Márcia Narloch (Brasil) - 52s49 4ª Ednalva Laureano (Brasil) - 52s58 5ª Sirlene Souza (Brasil) - 53s22

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.