Queniano bate recorde mundial na Maratona de Berlim

O queniano Patrick Makau quebrou o recorde mundial da maratona, em Berlim, neste domingo, ao cravar o tempo de 2h03min38s. A marca anterior, de 2h03min59s, pertencia ao etíope Haile Gebrselassie e também foi estabelecida na corrida disputada na capital alemã, em 2008.

AE, Agência Estado

25 de setembro de 2011 | 11h43

Makau, que já havia sido campeão em Berlim no ano passado, se mostrou surpreso com o recorde, após cruzar a linha de chegada no Portão de Brandenburgo. "Esperava ganhar mais experiência aqui, mas não a vitória. Meu corpo não estava bem hoje cedo, mas eu não tive problemas durante a corrida. Deu tudo certo", celebrou o maratonista de 26 anos.

Makau assumiu a liderança da prova a partir do 27º quilômetro, quando começou a se distanciar de Gebrselassie. O ex-recordista, dono de quatro títulos consecutivos em Berlim desde 2006, não conseguiu acompanhar o ritmo do queniano e perdeu o ritmo. Sem ameaças, Makau manteve o rendimento até vencer a corrida e bater o recorde mundial.

Outros dois quenianos completaram o pódio. Stephen Kwelio Chemplany chegou em segundo lugar, com o tempo de 2min07s55, e Edwin Kimaiyo terminou em terceiro, com 2min09s50. Na prova feminina, a vitória também ficou com uma queniana. Florence Kiplagat venceu com 2min19s44, seguida da alemã Irina Mikitenko (2min22s18) e da britânica Paula Radcliffe (2min23s46), atual detentora do recorde mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismomaratonarecordePatrick Makau

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.