Quenianos dão show na Maratona de NY

A Maratona de Nova York voltou a ser dominada de forma absoluta pelos fundistas do Quenia. Na prova feminina, Margaret Okayo quebrou seu próprio recorde da prova, enquanto na masculina, Martin Lel ganhou a primeira maratona de sua carreira. Okayo venceu pela segunda vez a corrida, com o tempo de 2h22min31s, ultrapassando a sua marca anterior, de 2001, quando finalizou em 2h124min. A campeã de 2002, Catherine Ndereba, também do Quenia, ficou em segundo (2h23min4s), seguida por Lornah Kiplagat (2h23min43), outra queniana que este ano se naturalizou holandesa.Martin Lel, por sua vez, ganhou a prova com o tempo de 2h10min30s, seguido por seu compatriota Rodgers Rop, campeão do ano passado, com 2h11min11s, e por Christopher Cheboiboch, também do Quenia, com 2h11min23s. Lel e Okayo ganharam cada um US$ 100 mil. Okayo recebeu ainda um bônus de US$ 60 mil pela quebra do recorde.Atenas ? O tanzaniano Zebedayo Bayo e a holandesa Badja Wijenberg venceram neste domingo a Maratona de Atenas, que teve exatamente o mesmo percurso que será utilizado nos Jogos Olímpicos de Atenas, em agosto de 2004. Bayo fez o tempo de 2h16min59s e Wijenberg completou a prova em 2h43min18s.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.