Quenianos no lugar mais alto do pódio na Volta da Pampulha

Os quenianos dominaram as primeiras posições da 10ª edição da Volta da Pampulha, ontem pela manhã, em Belo Horizonte - a prova de 17,8 km é considerada uma prévia da Corrida Internacional de São Silvestre (15 km), dia 31, em São Paulo.Na disputa masculina, dois africanos lutaram pelo título até os metros finais da corrida. Mas foi Nicholas Koech quem passou primeiro pela linha de chegada, em 53min05, apenas dois segundos à frente do compatriota Kipromo Mutai, 3º colocado na prova do ano passado.O mineiro Franck Caldeira, que brigava pelo inédito tetracampeonato, não fez a festa da torcida em casa - terminou na 3ª posição, em 53min37. "Fiquei feliz com o resultado e posso ganhar melhores condições até a São Silvestre", disse o fundista, que neste ano disputou a Olimpíada de Pequim e venceu a prova paulistana em 2006. Outros dois brasileiros completaram o pódio: Giomar Ferreira da Silva foi o 4º (53min54) e João Ferreira de Lima, o 5º (54 min09).FEMININOA queniana Nancy Kipron tornou-se bicampeã da corrida mineira - ultrapassou a linha de chegada após 1h02min23. A meta da corredora, que treina na cidade paranaense de Nova Santa Bárbara, é disputar a título da São Silvestre. "Gosto muito do percurso e certamente vou tentar o tricampeonato. No ano passado, voltei para o Quênia depois da corrida, mas agora vou ficar para correr a São Silvestre."O Brasil ficou com o 2º lugar no pódio. A goiana Sueli Pereira da Silva surpreendeu atletas de maior experiência e encerrou sua participação em 1h02min51. "Cheguei a me aproximar um pouco da queniana, mas foi muito difícil manter o segundo lugar." A queniana Proslah Jeptoo foi a 3ª colocada (1h03 min10), seguida por Edielza Alves dos Santos (1h03min21) e Maria Zeferina Baldaia (1h03min25).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.