''Queria vaga em uma final. Cheguei em três. Foi demais''

Atleta de 16 anos se destaca na etapa de Cottbus da Copa do Mundo com bronze nas barras paralelas assimétricas

Valéria Zukeran, O Estadao de S.Paulo

26 de março de 2009 | 00h00

Ethiene Franco, 16 anos, ficou surpresa com o resultado de sua primeira participação em uma etapa da Copa do Mundo de Ginástica Artística. Na semana passada, foi para Cottbus, na Alemanha, com a meta de conquistar vaga nas finais por aparelho da competição. Voltou com uma medalha de bronze nas barras paralelas assimétricas e a sensação de que pode dar muito mais ao Brasil.Embora jovem, não foi o maior desafio da carreira da atleta, que disputou a Olimpíada de Pequim em situação difícil. Sua colega, Khiuani Dias, se contundiu e, de repente, Ethiene se transformou na atleta mais jovem da delegação brasileira na China. O Brasil voltou com o oitavo lugar na classificação geral, a melhor em sua história em Jogos. Nesta entrevista, Ethiene fala sobre o passado e a surpreendente medalha na Copa.Ficou surpresa com o bronze na Copa do Mundo?Fiquei. Quando fui eu queria pelo menos conseguir uma vaga em uma final. Consegui disputar três finais e ganhei o bronze. Foi mais do que eu esperava.Quando você foi para a Olimpíada o Oleg (Ostapenko, técnico da seleção) disse que sem a Khiuani Dias o Brasil não tinha chance de medalha. Ficou chateada? Não. A equipe teria mais chances com a Khiuani. Eu não competi pensando em provar nada. Só pensei em mostrar o que eu sabia.Quando foi que você começou a treinar ginástica?Tinha 8 anos e minha mãe me levou à Universidade do Esporte, em Curitiba, clube que faz pouco tempo mudou de nome - agora é APCEF (Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal). Ainda treino lá. Mas por que ginástica? Alguém na sua família já praticou o esporte?Minha família nunca teve nada a ver com ginástica. Eu queria fazer balé. Como minha mãe não tinha condições financeiras para me pagar aulas, me colocou na ginástica achando que tinha a ver com o que eu gostava.Alguém chegou a falar que você tinha jeito para o esporte?Na verdade ninguém estava colocando muita fé, porque eu comecei meio tarde (na ginástica as atletas começam com 5 ou 6 anos).Como é sua família?Sou eu, minha mãe e um irmão mais velho. Minha família é humilde e minha mãe trabalha muito. Ela é vendedora em uma loja.Qual o seu aparelho favorito? Treino em todos os aparelhos e não tenho um favorito. Mas acho que vou bem na trave e no solo.A rotina de ginasta é difícil. Nunca pensou em parar?Não, mas a gente treina muito - das 8 da manhã ao meio-dia e das 16h30 às 18h30 todos os dias. Só aguenta quem gosta.QUEM É ELANome: Ethiene Cristina Gonser FrancoData de nascimento: 27/04/1992Local de nascimento: Curitiba (PR)Clube: Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal (PR)Principais resultados: 8º lugar na Olimpíada de Pequim Equipe), 1.º lugar no Campeonato Brasileiro de 2006 e 2007 Equipe), bronze em Cottbus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.