'Queridinhos' do público, jamaicanos do bobsled levam Jogos de Sochi a sério

Contrapondo 'Jamaica abaixo de zero', Winston Watts e Marvin Dixon tentam bons resultados

O Estado de S. Paulo

17 de fevereiro de 2014 | 15h07

SÃO PAULO - Inspirado na participação da equipe jamaicana de bobsled nos Jogos Olímpicos de Inverno de Calgary em 1988, o filme "Jamaica abaixo de zero" não deve ser parâmetro de comparação entre as equipes do filme, e a dupla que disputa a Olimpíada de Sochi. Segundo o próprio piloto Winston Watts, muitas pessoas enxergam o filme com uma dose de brincadeira, apesar da força de vontade e superação retratados na peça cinematográfica. O sucesso resultante do longa-metragem, acabou abrindo espaços para a prática de esportes de inverno em um país caribenho, como é a Jamaica.

Mesmo sob muitos aplausos, o desempenho dos jamaicanos não foi nada bom e eles terminaram na última colocação as duas baterias disputadas neste domingo no complexo de Sanki. Na primeira descida, marcaram o tempo de 58s42. Na segunda, com a viseira do capacete de Winston danificada, cravaram 58s81. Os russos Alexander Zubkov e Alexey Voevoda lideraram com os tempos de 56s25 e 56s57.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.