Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

'Quero fazer gols em todos os jogos', avisa Fred

Atacante é o artilheiro da seleção nesta nova fase sob o comando de Felipão

ROBSON MORELLI E MATEUS SILVA ALVES, Agência Estado

12 de junho de 2013 | 14h17

GOIÂNIA - Maior esperança de gols da seleção brasileira, o atacante Fred evitou fazer nesta quarta-feira uma previsão de quantos gols irá marcar na Copa das Confederações. Mas avisou que planeja balançar as redes em todas as partidas do Brasil na competição, começando pela estreia de sábado, contra o Japão, em Brasília.

"Não penso em número de gols, mas quero fazer gols em todos os jogos da Copa das Confederações", disse Fred, em entrevista coletiva nesta quarta-feira, em Goiânia, antes do embarque da delegação para Brasília. Acostumado a ser artilheiro, ele também ressaltou que seu objetivo ao entrar em campo é marcar gols.

Fred é o artilheiro da seleção nesta nova fase sob o comando do técnico Luiz Felipe Scolari, que assumiu o cargo em novembro. Nos sete amistosos disputados até agora, ele marcou quatro gols (diante de Inglaterra, Itália, Rússia e novamente Inglaterra), sendo que não jogou em dois deles (contra Bolívia e Chile).

Assim, ele vem conseguindo uma boa média na seleção, o que espera manter agora na Copa das Confederações. O único dos sete jogos sob o comando de Felipão em que Fred jogou e não marcou gol foi na vitória diante da França, no último domingo, em Porto Alegre, quando Oscar, Hernanes e Lucas garantiram os 3 a 0.

Depois de ter se apresentado à seleção com uma fratura incompleta na costela, sofrida quando defendia o Fluminense na Libertadores, Fred garantiu já estar "100% recuperado". Assim, está pronto para cumprir seu objetivo de ajudar o Brasil com gols na Copa das Confederações. E mostra confiança na campanha brasileira.

"Estamos pensando passo a passo, mas vamos entrar para ser campeões. Nós nos olhamos e temos a certeza de que vamos chegar para ser campeões", afirmou Fred, um dos titulares absolutos do técnico Felipão. Ele também prevê uma evolução natural da seleção durante a disputa da competição. "Acho que o time está bom, mas ainda podemos melhorar muito", completou o atacante do Fluminense.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa das ConfederaçõesfutebolFred

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.