R$ 100 mi, o déficit nos dois primeiros anos

Já estamos no segundo mês de 2013, mas só ontem - véspera de carnaval - o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 divulgou seu balanço contábil de 2011. O documento mostra déficit de R$ 99,267 milhões, acumulados nos dois primeiros anos da entidade: R$ 22,7 milhões em 2010 e R$ 76,56 milhões no ano seguinte.

TIAGO ROGERO / RIO, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2013 | 02h03

Em 2011, o Rio 2016 precisou pegar R$ 77,3 milhões em empréstimos com o Comitê Olímpico Internacional (COI).

Em nota, o Rio 2016 informou que o "objetivo do Comitê Organizador com a realização dos Jogos não é ter lucro, mas sim balancear custos e despesas". O COI, segundo a nota, adiantou recursos que já seriam repassados ao Rio 2016, "por conta de recebimentos futuros dos patrocinadores internacionais". "Todos esses adiantamentos já foram cobertos."

O Comitê Organizador de Londres também teve déficit crescente nos primeiros anos, que só começou a cair nos dois anos anteriores aos Jogos Olímpicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.