R. Oliveira pode ter de voltar ao Al-Jazira

A novela envolvendo Ricardo Oliveira pode acabar com um final surpreendente. O xeque Handam Bin Zayed Al-Nahyan, dono do Al-Jazira, dos Emirados Árabes, já fala em manter o atacante em seu elenco para a próxima temporada, frustrando os planos de São Paulo e Santos. O anúncio sobre o futuro do jogador deve ficar para amanhã.

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2010 | 00h00

Irritado com o andamento das negociações, o xeque deve encerrar as negociações sem um final feliz para nenhum dos clubes. Na verdade, cada um está vendo apenas o seu lado. O xeque quer que o atacante vá para o Santos, que ofereceu R$ 1 milhão pelo empréstimo de um ano. Já o São Paulo se apega ao fato de o atacante afirmar que quer ficar no Morumbi, por causa da adaptação, e sua família não querer deixar a capital. Por isso, ofereceu apenas os direitos federativos do atacante Mazola e mais uma pequena quantia em dinheiro para os árabes.

A proposta não interessou ao xeque, que resolveu contra-atacar segurando Ricardo Oliveira no clube. O Al-Jazira pagou no ano passado 14 milhões (cerca de R$ 38 milhões) pelo atacante, que estava no Betis. O São Paulo também tem interesse no meia Alex, do Fenerbahçe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.