Radicais do Barça têm prisão decretada

O Ministério Público espanhol decretou ontem a prisão preventiva dos cinco integrantes da facção radical da torcida do Barcelona. Eles teriam participado dos episódios violentos no sábado, durante o jogo contra o Espanyol. Os jovens são acusados de desordem pública - e a pena para o crime varia de seis meses a quatro anos de detenção. Os vândalos usaram explosivos e feriram 12 pessoas.

O Estadao de S.Paulo

30 de setembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.