Andres Kudacki/AP
Andres Kudacki/AP

Rafael Nadal admite: a liderança está em risco

Após derrota em final diante da torcida, espanhol não esconde a preocupação com sua hegemonia no tênis

, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2011 | 00h00

MADRI - Em excelente forma, Novak Djokovic cravou sua 34.ª vitória consecutiva (32 nesta temporada) e conquistou seu sexto título no ano - levou o Aberto da Austrália, ATP 500 de Dubai, Masters 1000 de Indian Wells e Miami. Com tal desempenho, ninguém duvida que ele ameace agora a supremacia de Rafael Nadal à frente do ranking da ATP - nem mesmo o próprio Nadal.

"O posto de número 1 está em risco", admitiu o espanhol depois da derrota para o sérvio no Masters 1000 de Madri, neste domingo. "Não podemos nos enganar, é a realidade. Mas isso não é o fim do mundo."

Foi a terceira final consecutiva em que Djokovic venceu Nadal. O espanhol, contudo, também tinha números a seu favor: vinha invicto no saibro há 37 partidas e nunca havia perdido para o sérvio neste piso nas nove vezes em que se encontraram anteriormente.

Apesar disso, Djokovic afirmou que Nadal segue como favorito para Roland Garros, principal torneio sobre saibro. Mas disse que vai lutar para somar mais esse título em 2011. "Esta é minha meta, meu objetivo, e estou treinando para conquistá-lo."

A respeito da boa fase na carreira, o sérvio prefere ser prudente. "Estou em uma fase incrível, e tento não pensar quanto vai durar nem nas vitórias que posso ter, nem se esta é a vez em que posso perder", disse. "Se eu continuar ganhando, vou estar mais perto de ser o número 1, mas prefiro não pensar nisso agora."

Veja também:

linkDjokovic bate Nadal e é campeão do Masters de Madri

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.