Ian Walthon/Efe
Ian Walthon/Efe

Rafael Nadal ganha o Laureus 2010

Tenista foi o vencedor do 'Oscar do Esporte' ao lado da esquiadora americana Lindsey Vonn

AE, Agência Estado

07 de fevereiro de 2011 | 15h13

ABU DABI - O tenista espanhol Rafael Nadal foi premiado nesta segunda-feira, pela segunda vez na carreira, com o Prêmio Laureus, "O Oscar do Esporte", como melhor atleta internacional do ano de 2010. Ele já havia faturado a mesma premiação em 2006. Usain Bolt era o atual vencedor.

Nadal concorria contra outras grandes estrelas do esporte: o melhor e o segundo melhor do mundo no futebol, Lionel Messi e Andrés Iniesta, o atual campeão da Fórmula 1, Sebastian Vettel, o maior boxeador da atualidade, Manny Pacquiao, e o astro da NBA Kobe Bryant.

Já no feminino o prêmio ficou com a esquiadora Lindsey Vonn, uma atleta desconhecida do grande público no Brasil, mas muito idolatrada principalmente no EUA, seu país natal. A musa pratica esqui alpino e, em 2010, saiu das Olimpíadas de Inverno de Vancouver com o ouro no downhill e o bronze no slalom supergigante.

Vonn superou três tenistas (Kim Clijsters, Caroline Wozniacki e Serena Williams, que tentava o bi), a saltadora Blanka Vlasic e a atleta do heptatlo Jessica Ennis.

Se não levou o prêmio de esportista do ano, Iniesta pelo menos comemorou o fato de compor a seleção espanhola de futebol, vencedora da categoria de equipe internacional do ano. O alemão Martin Kaymer, golfista, foi considerado como revelação internacional de 2010.

Piloto da MotoGP, Valentino Rossi faturou a estatueta na categoria de melhor retorno internacional. O esportista radical de 2010 foi o surfista Kelly Slater.

Tido como favorito, o nadador brasileiro Daniel Dias foi derrotado pela esquiadora alemã Verena Bentele no posto de melhor atleta paraolímpico de 2010.

Veja a lista com os ganhadores do prêmio em sete categorias:

O Esportista do Ano - Rafael Nadal (Espanha)

A Esportista do Ano - Lindsey Vonn (EUA)

Equipe do ano - seleção da Espanha (campeã mundial de futebol)

Maior avanço do ano - Martin Kaymer (Alemanha)

Retorno do ano - Valentino Rossi (Itália)

Paraesportista do ano - Verena Bentele (Alemanha)

Esportista radical do ano - Kelly Slater (EUA)

Prêmio por conquistas na carreira - Zinedine Zidane (França)

Espírito esportivo - equipe europeia da Copa Ryder

Esporte para o bem - May El-Khalil, fundadora da Maratona de Beirute

Atualizado às 16h30 para acréscimo de informações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.