Rafael Silva quer a revanche contra Riner no Mundial de Judô

Peso-pesado brasileiro lidera o ranking da categoria e acredita que pode devolver a derrota sofrida na final no Rio ao gigante francês

Estadão Conteúdo

14 de agosto de 2014 | 16h57

Rafael Silva conquistou a única medalha da seleção brasileira masculina de judô no Mundial do Rio, disputado no ano passado. Chegou perto do título, mas perdeu a final para o francês Teddy Riner e ficou com a prata. Agora, ele se prepara para a nova edição do campeonato, a partir do dia 25 de agosto, em Chelyabinsk, na Rússia, e já projeta um reencontro com o algoz de 2013.

Riner é um dos maiores nomes do judô na atualidade. Tem seis títulos mundiais e foi campeão olímpico nos Jogos de Londres em 2012. Mas Rafael Silva revelou estar treinando muito para poder superá-lo, quem sabe numa eventual final do Mundial de Chelyabinsk.

O brasileiro ocupa atualmente a liderança do ranking mundial dos pesos pesados (acima de 100kg), o que evita um encontro com Riner antes de uma eventual final. "Chegar ao Mundial como primeiro do ranking é bom porque teoricamente pegamos uma chave mais fácil e, por exemplo, eu e o Riner só nos enfrentaríamos numa final. O objetivo, logicamente, é chegar novamente à decisão, mas, desta vez, levar a melhor. Treino todos os dias para isso", avisou Rafael Silva, que também foi bronze na Olimpíada de Londres.

Assim como os outros 17 judocas da seleção brasileira, Rafael Silva viajou na quarta-feira para Paris, onde acontecerá a preparação final da equipe antes do Mundial. O embarque para Chelyabinsk será em 21 de agosto, quatro dias antes do começo da competição.

Tudo o que sabemos sobre:
lutasjudôRafael Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.