Rafaela Silva vai atrás de prêmios para reformar a casa

Rafaela Silva, de 19 anos, campeã mundial júnior em 2008, é um dos destaques do Brasil no 2.º dia em Paris. Revelada pelo Instituto Reação, do colega Flávio Canto, nasceu em Cidade de Deus, no Rio. Com os prêmios que ganhou no judô, já conseguiu melhorar as condições de vida da sua família.

Wilson Baldini Jr., O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2011 | 00h00

"Preciso continuar vencendo para continuar aumentando a casa onde moro com meu pai, minha mãe, irmã (Raquel, também judoca) e a minha sobrinha", disse a atleta, 7.ª do ranking mundial da categoria leve (57 kg), que construiu um quarto a mais com o dinheiro de suas conquistas. Uma medalha de ouro no Mundial garante ao atleta um prêmio de US$ 5 mil (R$ 8 mil).

Companheira de Rafaela na categoria, a medalhista olímpica Ketleyn Quadros não terá vida fácil. Logo na estreia, enfrentará a japonesa Kaori Matsumoto, campeã mundial e líder do ranking. Érika Miranda, do meio-leve (62 kg), e o leve (73 kg) Bruno Mendonça, são apostas da comissão técnica brasileira. "Este é o Mundial dela (Érika)", disse o diretor técnico Ney Wilson. "Bruno tem potencial para surpreender", afirmou o técnico Luiz Shinohara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.