Daniel Ramalho/Divulgação
Daniel Ramalho/Divulgação

Rafaela Silva vence 3 lutas e vai à semifinal do Mundial

Na semifinal, brasileira enfrenta a francesa Automme Pavia, atual líder do ranking mundial

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

28 de agosto de 2013 | 15h10

RIO - Depois de uma medalha de prata e uma de bronze nos dois primeiros dias do Mundial, o judô feminino do Brasil voltou a mostrar nesta quarta-feira que hoje está à frente do masculino. Rafaela Silva, na categoria até 57kg, será a única judoca do País a lutar por uma medalha, nesta tarde, no Maracanãzinho. Bruno Mendonça, na categoria até 73kg, foi eliminado na terceira luta e deixou a disputa pelo pódio.

Na primeira parte do programa do dia no Mundial do Rio, Rafaela teve três lutas complicadas, conseguiu encaixar poucos golpes, mas o suficiente para avançar à semifinal. Ali, vai encontrar a francesa Automne Pavia, líder do ranking mundial - a brasileira é a quarta. Desde o bronze olímpico em Londres, no ano passado, Pavia já ganhou o Grand Slam de Paris e o Campeonato Europeu, além de ter conquistado a prata no Masters.

Com grande torcida presente ao Ginásio do Maracanãzinho, uma vez que é do Rio, Rafaela Silva começou o Mundial numa luta arrastada diante da norte-americana Hana Carmichael, número 2 do seu país e 42ª do mundo, que só veio ao Brasil graças a uma "vaquinha" feita pela internet.

Especialista em luta de solo, a norte-americana não conseguiu levar Rafaela para o chão. E, de pé, a brasileira mostrou-se muito melhor. Pontuou com um yuko no começo da luta e depois se defendeu bem. No finalzinho, conseguiu mais um yuko.

Em seguida, mais um confronto difícil diante da romena Loredana Ohai. Com a luta arrastada, de poucos golpes, a europeia, 24ª do mundo, conseguiu um yuko primeiro, jogando a brasileira no chão.

Rafaela contestou a pontuação, mas não havia nada o que fazer. Depois de um período desconcentrada, a brasileira conseguiu voltar para a luta. Nos últimos segundos, encaixou o golpe e conseguiu um wazari para passar à frente e avançar às quartas de final.

Só aí é que a brasileira mostrou toda sua agressividade e conseguiu um ippon com 1min23 de luta para vencer Nora Gjakova, do Kosovo, e, de certa forma, vingar Erika Miranda, derrotada na final da categoria até 52kg por uma atleta daquele país.

KETLEYN QUADROS

Medalhista de bronze na Olimpíada de Pequim/2008, Ketleyn Quadros acabou sendo eliminada no Mundial de Judô, na categoria até 57kg. A brasileira estreou com vitória sobre a húngara Hedvig Karakas por yuko. Em seguida, porém, ela foi eliminada ao perder para a norte-americana Marti Malloy com dois yukos.

Tudo o que sabemos sobre:
judôMundialRafaela Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.