Raikkonen aposta em surpresa da Lotus

Finlandês acredita que ele e o companheiro Grosjean têm boa chance de conquistar em Valência o GP da Europa

LIVIO ORICCHIO / VALÊNCIA , ENVIADO ESPECIAL, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2012 | 03h07

O treino que vai revelar com maior precisão se Kimi Raikkonen ou Romain Grosjean, da Lotus, pode mesmo se tornar o oitavo vencedor distinto da temporada será disputado hoje, com a definição do grid do GP da Europa, em Valência. Mas as duas sessões livres de ontem sugerem que essa possibilidade é real, atestada pelo comentário dos pilotos. "Começamos bem o fim de semana. Meu tempo não reflete o potencial do nosso carro nessa pista", disse Raikkonen. "Na minha melhor volta com o pneu macio enfrentei tráfego." O finlandês registrou o 11.º tempo, a 611 milésimos do mais veloz, Sebastian Vettel, da Red Bull.

Grosjean explicou ontem que, conforme a equipe esperava, o comportamento do modelo E20-Renault, em condição de corrida, o deixa confiante para a corrida de 57 voltas no Circuito da Comunidade Valenciana, amanhã. "Nosso long run (série seguida de voltas com o mesmo jogo de pneus) é muito bom, com os pneus médios e os macios. Será importante, mas não fundamental, realizarmos amanhã (hoje) uma boa classificação." O treino começa às 9 horas de Brasília e terá transmissão da TV Globo.

"Se conseguirmos um lugar nas primeiras filas ficará menos difícil conquistar a primeira vitória considerando o carro que temos para domingo", comentou o campeão do mundo de 2007, Raikkonen. O GP da Europa é o sétimo do campeonato e até agora cada prova teve um vencedor diferente, o que nunca havia ocorrido na história de 62 anos da Fórmula 1. A lista de candidatos a oitavo vencedor não se restringe apenas à dupla da Lotus. Trata-se da edição do Mundial mais aberta a surpresas.

Para se ter uma ideia do grau de competitividade, entre o tempo de Vettel no treino livre de ontem à tarde, 1min39s334, e o de Felipe Massa, Ferrari, o 15.º, a diferença foi de 910 milésimos, um piscar de olhos.

O autor do melhor tempo, curiosamente, não estava satisfeito. A Red Bull é a equipe com mais modificações no carro em Valência. Aerofólio dianteiro, assoalho, difusor, laterais, suspensão traseira são novos. É muita coisa. "Precisamos entender melhor o RB8 com tantas novidades", comentou Vettel.

"Preservar os pneus será essencial nessa corrida, ainda que o desgaste hoje tenha sido menor do esperado", explicou o alemão, terceiro no Mundial, com 85 pontos, diante de 88 de Lewis Hamilton, McLaren, 86 de Fernando Alonso, McLaren, e 79 de Mark Webber, Red Bull.

Hamilton, apenas o 14.º ontem, acredita que hoje sua McLaren será outra. "Começamos este GP com um acerto básico errado. Mas temos a noite para trabalhar e mudar tudo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.