Rasmussen vence etapa conturbada da Volta da França

Equipes francesas e alemãs não largam na etapa para protestar contra a organização do evento

25 de julho de 2007 | 14h22

O líder geral da Volta da França, o dinamarquês Michael Rasmussen, venceu a 16.ª etapa nesta quarta-feira, entre as cidades de Orthez e Gourette, num percurso total de 218,5 km.   Com a vitória, Rasmussen, da equipe Rabobank, consolida a liderança geral, com apenas quatro etapas a serem realizadas. Já o segundo colocado geral continua sendo o espanhol Alberto Contador.   A 16.ª etapa foi marcada por um protesto das equipes francesas e alemãs, que não gostam da atitude da organização do evento em realizar exames antidoping de surpresa, como realizado no último sábado, pegando o ciclista do Casaquistão, Alexandre Vinokourov, que teria feito uma transfusão de sangue momentos antes da 13.ª etapa, na cidade de Albi. Assim, tais equipes ficaram na linha de largada, enquanto o grupo que não protestou largou sem problemas.   Além do protesto, duas bombas explodiram antes da realização da etapa. A polícia francesa foi informada através de uma ligação anônima, dizendo-se da organização terrorista ETA, que luta pela independência da região Basca, que comporta o nordeste da Espanha, além de parte da região sul da França. Ninguém se feriu com as explosões.   A próxima etapa acontece nesta quinta-feira, entre as cidades Pau e Castelsarrasin, com um percurso total de 188,5 km.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismoVolta da França

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.