Raúl Castro recebe atletas cubanos que disputaram os Jogos

O presidente cubano, Raúl Castro, recebeu nesta segunda-feira no aeroporto de Havana o último grupo de atletas do país que disputou os Jogos Olímpicos de Pequim.Segundo a imprensa oficial, Raúl Castro conversou com Mijain López, ouro na categoria até 120 quilos da luta greco-romana - o outro primeiro lugar ficou Dayron Robles, nos 110 metros com barreiras.Alexei Bell, da equipe de beisebol que acabou com a prata em Pequim, leu uma mensagem em nome de todo o grupo.Cuba terminou o quadro de medalhas geral em 28.º lugar, com dois ouros, 11 pratas e igual número de bronzes. É a pior campanha desde os Jogos de 1980, o que levou o convalescente ex-líder Fidel Castro a culpar os juízes e a máfia por isso.Em artigo divulgado pela imprensa estatal cubana, o ex-presidente disse que os Jogos de 2012, em Londres, serão marcados por elementos como corrupção, chauvinismo europeu e racismo.Fidel também mostrou solidariedade ao lutador de tae kwon do Angel Valodia Matos, banido de competições internacionais por chutar a cabeça de um árbitro."O árbitro suspendeu o combate quando ele vencia por 3 a 2, e não foi o único caso. É muito grande o poder do juiz nesse tipo de modalidade, enquanto o atleta não tem nenhum", disse.Segundo o ex-presidente, "a máfia" conseguiu "burlar as regras do Comitê Olímpico".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.