Julio Detefon/STU
Julio Detefon/STU

Rayssa Leal supera Pâmela Rosa na última manobra e vence STU Street em Criciúma

Na disputa masculina da primeira etapa do campeonato brasileiro da categoria, o título ficou com Lucas Rabelo, atual campeão do STU Open Rio

Redação, Estadão Conteúdo

16 de janeiro de 2022 | 12h21

Rayssa Leal e Pâmela Rosa proporcionaram fortes emoções neste domingo, durante a disputa do STU Street de Criciúma, primeira etapa do circuito nacional da categoria. Em uma disputa acirrada, a adolescente maranhense ficou com o título após ultrapassar a pontuação de Pâmela na última tentativa de manobra da superfinal. Gabi Mazetto ficou com o terceiro lugar.

“O STU é uma vibe muito incrível. Estou super feliz de estar aqui com todo mundo reunido, estar aqui com meu pai. Obrigado mãe, obrigado pai, por me apoiarem sempre. Obrigado a todos, obrigado pela vibe e ‘é nóis’”, comentou Rayssa em entrevista ao programa Esporte Espetacular.

Oito skatistas participaram da final para a formação de um top 4 que define a chamada superfinal, disputada logo na sequência. Rafaela Murbach, Virgínia Fortes Água, Giovana Dias e Karen Feitosa foram eliminadas, enquanto Rayssa Leal, Gabi Mazetto, Pâmela Rosa e Marina Gabriela avançaram. 

Debaixo de um sol forte em Criciúma, já perto do meio-dia, as super finalistas protagonizaram uma competição acirrada, definida apenas na última manobra. Pâmela Rosa roubou a liderança de Rayssa na bateria final, ao fazer uma volta avaliada em 4,82 e somar 14,08 no total, mas dependia de uma pontuação baixa da jovem de 14 anos para vencer. 

Então, Rayssa foi para sua última tentativa, acertou a manobra no corrimão e recebeu a nota 4,32. Com isso, somou 15,24, passou Pâmela para conquistar o título. Gabi Mazetto ficou em terceiro, com 9,38, e Marina Gabriela terminou em quarto, com 8.87.

Na disputa masculina, o título ficou com Lucas Rabelo. Vice-campeão mundial na Super Crown de Jacksonville, medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos Júnior de Cali  e campeão do STU Open Rio no ano passado, o cearense iniciou 2022 com mais uma excelente apresentação, motivo de muita comemoração. 

“Comecei o ano como eu gostaria, primeiro campeonato do ano e já ser campeão. É maravilhoso sentir o calor da galera”, disse o skatista em entrevista ao programa Esporte Espetacular. “Eu venho focado no meu skate, buscando evolução, para ter oportunidade de ganhar campeonatos e estar sempre preparado. Consegui achar manobras diferentes, achar obstáculos legais para conseguir fazer as manobras”, completou.

A conquista veio após uma disputa equilibrada na superfinal. Rabelo conseguiu uma nota 8,81, a mais alta do evento, e quase foi alcançado por Wilton Souza, que fez 8,21. No fim das contas, somou 23.33 na pontuação final e ficou em primeiro lugar, seguido por Wilton em segundo, Eduardo Neves em terceiro e João Lucas “Xuxu” em quarto.  Julio Zanotti, Vinícius Costa, Douglas Molocope e Luiz Neto também disputaram a final e foram eliminados na formação do top 4.

Tudo o que sabemos sobre:
Rayssa LealskatePâmela Rosa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.