Reação da equipe faz Muricy confiar em ir à Libertadores

Clube começa a subir na competição - pode até terminar o turno entre os 10 melhores - e técnico recupera a confiança

SANCHES FILHO / SANTOS, ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2012 | 03h08

SANTOS. HENRIQUE PODE SER OPÇÃO PARA

O BANCO NO CLÁSSICO

A sequência de três vitórias - duas delas diante dos fortes Cruzeiro e Corinthians - em cinco jogos levou o Santos a pular das últimas colocações para o 12.º lugar no Brasileiro. E tem chance de subir mais um pouco logo. Se ganhar do Palmeiras amanhã, pode até fechar o primeiro turno entre os 10 primeiros, embora para isso vá depender de uma combinação de resultados. O parecia impossível faz algumas rodadas está se transformando em realidade. O Santos começa a voltar a ser protagonista.

A reação pode ser tardia para que o tricampeão paulista entre na briga direta pelo título nacional, mas Muricy Ramalho sente que a fase de reestruturação da equipe foi superada e que o momento é de evolução. O treinador não joga a toalha. Porém, deixa claro que o seu objetivo é garantir vaga na Libertadores de 2013.

O que mais anima os santistas é que, após o clássico de amanhã, o time terá dois jogos que podem ser considerados fáceis, contra Bahia, quarta-feira, na Vila Belmiro, e Sport, domingo da próxima semana, no Recife. Se fizer valer a sua superioridade técnica, vai se aproximar do G-4.

O renascimento santista, após ser eliminado pelo Corinthians na Libertadores, começou pela antecipação da renovação do contrato de Muricy. Foi o reconhecimento da importância do treinador que conquistou três títulos desde a sua chegada. Muricy teve até reajuste no salário. Mas não foi atendido na reposição dos jogadores que perdeu. Recebeu apenas reforços modestos.

No entanto, sua insatisfação com o planejamento bem feito pela direção, mas não posto em prática, ficou para trás com o retorno de Neymar e dos bons resultados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.