Real derruba taça, mas festa continua

Sergio Ramos deixa troféu cair do ônibus no qual time desfilava por Madri. Museu do clube recebe réplica

, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2011 | 00h00

Custou tanto para o time do Real Madrid dar o primeiro título ao técnico José Mourinho no clube. A vitória na final da Copa do Rey contra o maior rival, o Barcelona, veio apenas na prorrogação, com um gol de Cristiano Ronaldo. A festa foi tanta que a equipe até se esqueceu de cuidar do troféu. O lateral Sergio Ramos deixou a taça cair do segundo andar do ônibus que levava a delegação para o centro de Madri. O veículo ainda passou por cima do objeto, deixando-o completamente desmontado.

O acidente ocorreu por volta das 4 horas da manhã, no horário espanhol, quando milhares de torcedores do Real se aglomeravam na praça Cibeles, tradicional ponto de encontro da capital, para celebrar o primeiro título do clube desde 2008 - o time não levantava a Copa do Rey havia 18 anos. Quando, por entre a fumaça dos sinalizadores, a taça despencou das mãos de Sergio Ramos, logo em frente à roda direita do ônibus, foi como se o silêncio tomasse conta do local por alguns instantes.

O lateral - que era um dos mais empolgados com a taça e havia até postado uma foto com ela no Twitter antes do acidente - ficou atônito. O técnico José Mourinho levou as mãos à cabeça. Mas o silêncio passou logo que o ônibus parou. Todos lembraram: esse título ninguém tira do Real.

Enquanto policiais tentavam resgatar o troféu de baixo da roda direita do veículo, torcedores e jogadores passaram a celebrar com qualquer camisa, bandeira, faixa que tivessem à mão. Sorrisos no rosto novamente.

Pela manhã, enquanto a festa seguia, já havia uma réplica novinha no museu do clube. O joalheiro que fabricou o artefato é um homem dos mais precavidos e fez um troféu reserva para o caso de algum imprevisto. Sergio Ramos ficou aliviado. "A taça não caiu. Ela saltou para o meio da multidão quando viu tanta torcida em Cibeles",deu-se ao luxo de brincar o lateral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.