Real enterra o sonho de grandeza do Manchester City

Empate em casa eliminou o time inglês na primeira fase da competição pelo segundo ano consecutivo

O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2012 | 02h08

Ainda não será nesta temporada que o Manchester City cumprirá seu objetivo de entrar no clube dos grandes times que lutam pelo título da Copa dos Campeões. O empate em casa com o Real Madrid por 1 a 1 colocou ponto final em sua caminhada na competição. Com míseros três pontos em cinco partidas e apenas mais um jogo para disputar, não tem como alcançar a equipe espanhola (oito pontos) nem o Borussia Dortmund, que chegou aos 11 e garantiu a primeira colocação.

Empurrado pelos milhões dos árabes que são donos do clube, o City realizou na temporada passada o sonho de ser campeão inglês - algo que não conseguia desde 1968. Mas quando a bola rola na Europa o time não consegue se impor, e pela segunda vez seguida cai na primeira fase. Na edição passada seus algozes foram Bayern de Munique e Napoli.

Ontem a equipe não viu a bola no primeiro tempo, e deu sorte de ir para o intervalo perdendo apenas por 1 a 0 - gol de Benzema. No segundo o panorama mudou. Mais organizado, o City partiu para cima. E o Real Madrid mostrou a atitude covarde que costuma assumir quando o adversário resolve atacar, fechando-se atrás e abdicando até do contragolpe.

Logo depois que Agüero empatou cobrando um pênalti mal marcado pelo árbitro italiano Gianluca Rocchi, aos 28 minutos, o técnico José Mourinho sacou o atacante Benzema e colocou o zagueiro Varane. Nos minutos finais, tirou Di María e pôs outro zagueiro: Albiol.

No outro jogo da chave, o Borussia Dortmund deu um recital em Amsterdã e goleou o Ajax por 4 a 1. O placar foi construído à base de um toque de bola envolvente. Reus, Götze e Lewandoski (2) fizeram os gols.

Como líder da chave, no sorteio que definirá os confrontos das oitavas de final o time alemão pegará um segundo colocado e fará o jogo de volta em casa.

O Grupo C também foi definido ontem. Com a vitória por 3 a 1 sobre o Anderlecht na Bélgica o Milan ficou com a segunda vaga - a primeira já era do Málaga, que ontem empatou com o Zenit na Rússia por 2 a 2 e assegurou a primeira posição.

Como tem sido rotina na temporada, El Shaarawy foi o destaque da equipe italiana. Ele fez o gol que abriu o placar e deu o terceiro de bandeja para Pato, que só teve de empurrar para a rede. O segundo gol foi uma obra-prima: o zagueiro Mexes dominou no peito na entrada da área e mandou de bicicleta no ângulo direito. O goleiro nem se mexeu.

Treze times já estão classificados: Porto, PSG, Schalke, Arsenal, Málaga, Milan, Borussia Dortmund, Real Madrid, Shakhtar Donetsk, Bayern, Valencia, Barcelona e Manchester United.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.