Real insiste em Cristiano Ronaldo

O Real Madrid não engoliu a reação do Manchester United, quando soube que pode vir a perder o astro Cristiano Ronaldo. O técnico do clube inglês, Alex Ferguson, criticou os métodos de assédio utilizados pelos espanhóis ao se interessarem por um jogador como o astro português.Ramon Calderón, presidente do Real, disse estar surpreso com a atitude do treinador. "Não entendo Ferguson", afirmou o dirigente, para encerrar polêmica. Mas veio o troco. "Cristiano Ronaldo tem contrato com o Manchester", rebateu Ferguson. "Não é um clube vendedor. Os espanhóis pensam que podem passar por cima de todos, mas isso não acontecerá conosco."O Real estaria disposto a investir 80 milhões (R$ 208 milhões) mais Robinho para ter Cristiano Ronaldo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.