Real Madrid boicota Robinho e o deixa fora até do banco de reservas

Em pé de guerra com o Real Madrid, o atacante Robinho nem sequer foi relacionado para o amistoso de ontem, em que seu time derrotou o Sporting, de Lisboa, por 5 a 3, em Madri.Robinho continua forçando sua transferência do Real para o Chelsea e, com isso, tem desagradado não apenas aos dirigentes do clube espanhol, mas também à fanática torcida madrilenha. No domingo, por exemplo, ele ficou no banco na partida contra o Valência, pela decisão da Supercopa da Espanha - e foi bastante hostilizado pelo público que compareceu ao estádio do Real.As desavenças entre Robinho e o clube começaram quando o craque foi impedido pelos dirigentes madrilenos de disputar os Jogos de Pequim, dias antes de a seleção brasileira viajar para a Ásia, a fim de iniciar a fase final de preparação.O técnico Dunga contava com Robinho para a tentativa de o Brasil obter o ouro e o próprio atleta já dava como certa sua participação na Olimpíada.A partir do veto, Robinho começou a demonstrar publicamente seu desconforto no Real. E passou a ousar mais nas declarações ao saber do interesse do técnico Luiz Felipe Scolari em levá-lo para o Chelsea. As negociações entre os dois clubes estão em curso.RONALDOOutra negociação envolvendo jogadores brasileiros e clubes ingleses que está chamando a atenção é a entre Ronaldo e Manchester City. Anteontem, o diretor-executivo do clube, Gary Cook, confirmou o interesse em contratar o atacante. Ontem, porém, o técnico da equipe, Mark Hughes, não demonstrou a mesma empolgação do dirigente. "Não adianta trazer astros em fim de carreira", disparou. "Se um jogador não pode colaborar com o elenco, não importa quem seja, ele não vem."O clube, que já conta com os brasileiros Elano e Jô, está em crise desde o dia 14, quando foi derrotado por 1 a 0, em casa, pelo desconhecido Midtjylland, da Dinamarca, pela fase de classificação da Copa da Uefa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.