Real Madrid critica prefeito de Vigo e nega pressão para jogar no domingo

Depois de ter o jogo adiado no fim de semana, o Real Madrid entrou em discussão pública com o prefeito da cidade de Vigo nesta terça-feira. O motivo do debate foi a sugestão de alternativas por parte do clube madrilenho para jogar no domingo a partida marcada contra o Celta, em rodada do Campeonato Espanhol. O jogo foi adiado por causa de ventania que causou avarias em parte da cobertura do estádio de Balaídos.

Estadao Conteudo

07 Fevereiro 2017 | 10h42


Na segunda, o prefeito Vigo Mayor Abel Caballero fez críticas públicas ao Real ao reclamar de suposta pressão do clube para jogar a partida. "Eu esperava cooperação de um time com a grandiosidade do Real, e não pressão. É apenas um jogo de futebol, mesmo para o Madrid. Na minha opinião, houve uma controvérsia inadequada por parte do clube", afirmou o prefeito.


Ao se defender, em comunicado divulgado nesta terça, o Real Madrid criticou o prefeito. "O Real Madrid lamenta as declarações infelizes dadas pelo prefeito de Vigo, nas quais afirma que este clube menospreza as medidas de segurança exigidas para a realização da partida", escreveu o clube, em nota. "Não apenas os comentários foram inapropriados como também foram imprecisos porque em nenhum momento o Real Madrid questionou as medidas de segurança."


O clube alegou que apenas fez sugestões para manter a data da partida. "Estas propostas foram apresentadas para evitar o adiamento da partida, o que traria impacto negativo para o clube, que disputa quatro competições. Isso causaria diversas consequências, como perdas financeiras massivas para os canais de televisão de todo o mundo, o que afetaria a tendência futura de venda dos direitos de transmissão [do campeonato]."


Entre as medidas sugeridas pelo Real estavam fechar somente parte do estádio afetada pelas avarias na cobertura ou procurar outro estádio nas proximidades para a disputa da partida. O adiamento causa problemas ao Real por causa do apertado calendário que enfrenta na temporada. O time já tinha um jogo a menos na tabela do Espanhol por causa da disputa do Mundial de Clubes, em dezembro, no Japão.


A Liga Espanhola, que organiza o Campeonato Espanhol, ainda não marcou nova data para a partida. Mesmo com dois jogos a menos, o Real lidera a tabela, com um ponto de vantagem sobre o Barcelona (46 a 45).

Mais conteúdo sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.