Real tenta não perder o Barcelona de vista

A Espanha vai parar hoje para assistir a mais um superclássico. O Barcelona, líder do Campeonato Espanhol, com 35 pontos receberá o Real Madrid (26, em quinto lugar ), no Camp Nou, com todo o favoritismo. O time da casa leva 13 partidas de invencibilidade na competição. Enfrenta um time acuado pela crise e que tenta se reerguer - o técnico Bernd Schuster foi demitido no início da semana e substituído por Juande Ramos. A imprensa espanhola - em especial, a catalã - chega a imaginar que o time treinado por Josep Guardiola vá vencer de goleada. "Cada dia que passa dizem que a gente vai vencer por um placar maior", reclama o treinador, que prega respeito ao tradicional adversário. "A partida nem começou. Há apenas um campeão, que é o Real Madrid. Eles vêm defender um trono que ganharam no ano passado. Nós queremos muito recuperar o trono."O Barcelona é, atualmente, o maior postulante ao título. Na liderança do campeonato, tem seis pontos de vantagem sobre o Villarreal, segundo colocado, e nove à frente dos merengues. Possui, ainda, o artilheiro da competição, o centroavante camaronês Samuel Eto?o, com incríveis 14 gols em 14 jogos e novamente em grande forma. O zagueiro Milito é a única baixa para a partida.O técnico Juande Ramos tem a missão de recuperar o Real Madrid. Na sua primeira partida, conseguiu boa vitória sobre o Zenit (3 a 0), na Copa dos Campeões. Mas nem o mais fanático torcedor pode crer em repetição da goleada de 4 a 1 no último Superclássico. Sneijder, fora por lesão há um mês, é o reforço para tentar ao menos uma vitória simples.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.