Paula Reis/CR Flamengo
Paula Reis/CR Flamengo

Rebeca Andrade renova contrato com o Flamengo até a Olimpíada de Paris: 'Minha segunda casa'

Campeã olímpica estende vínculo por mais três anos com o clube carioca, no qual defende há dez anos

Redação, Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2021 | 11h56

Campeã olímpica e mundial, a ginasta Rebeca Andrade renovou seu contrato com o Flamengo, clube que defende há dez anos. A atleta de 22 anos estendeu seu vínculo até o final de 2024, ano em que tentará defender na Olimpíada de Paris as duas medalhas conquistadas em Tóquio, neste ano.

"Hoje é um dia muito importante para mim. Foi no Flamengo que eu consegui desenvolver todo meu talento, todo meu potencial. E está sendo um enorme prazer assinar este contrato por mais três anos. Assino com muito orgulho, afinal aqui é minha segunda casa. Espero continuar aqui por muitos e muitos anos", declarou a ginasta.

No ato da assinatura do novo contrato, Rebeca recebeu das mãos do presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, uma camisa do time com o seu nome o número 2024 nas costas. "É muito importante poder estar aqui contando com a Rebeca por mais três anos como atleta do Flamengo", disse o dirigente.

"A Nação Rubro-Negra certamente ficou muito orgulhosa com as conquistas, tanto na Olimpíada quanto no Mundial e tenho certeza que ainda terá muita razões para celebrar. Acreditamos muito em tudo o que a Rebeca faz. Agradeço a atleta pela confiança, por estar vestindo nosso Manto e honrando a camisa do Flamengo", completou Landim.

Rebeca fez em 2021 a melhor temporada de sua carreira. Em Tóquio, se tornou a primeira mulher brasileira a faturar duas medalhas numa mesma edição da Olimpíada. Ela foi campeã olímpica no salto e medalhista de prata no individual geral.

Pouco mais de dois meses depois, a brasileira voltou a brilhar, desta vez no Mundial de Kitakyushu, também no Japão. Ela faturou seu primeiro título mundial ao se destacar novamente no salto. Na mesma competição, foi prata nas barras assimétricas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.