Rebeca Gusmão é denunciada por falsidade ideológica

Ministério Público envia caso para a Justiça depois da investigação policial; atleta pode pegar 5 anos de prisão

11 de janeiro de 2008 | 17h01

Centro de uma polêmica sobre doping, a nadadora brasileira Rebeca Gusmão foi denunciada nesta sexta-feira por falsidade ideológica. O Ministério Publico encaminhou o caso à Justiça após análise do resultado da investigação promovida pelo delegado Marcos Cipriano, em dezembro de 2007. Rebeca teria fraudado exames realizados durante o Pan-Americano do Rio de Janeiro (em julho de 2007), que apresentaram níveis anormais de testosterona. Se for condenada, a nadadora pode pegar de um a cinco anos de prisão. Rebeca, que está suspensa preventivamente pela Federação Internacional de Natação (Fina), perdeu as medalhas conquistadas no Pan do Rio - ela havia sido ouro nos 50 e 100 metros livres e prata no revezamento 4x100 livre. Gusmão, durante depoimento na Polícia, alegou ser inocente e afirmou que não participou da fraude no exame, que apresentou urina de duas pessoas. (Com agências internacionais)

Tudo o que sabemos sobre:
Rebeca Gusmãodoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.