Recorde mundial dos 100 metros rasos é anulado por erro

O recorde mundial dos 100 metros de 9s76 estabelecido pelo norte-americano Justin Gatlin, no Meeting de Atletismo de Doha (Qatar), no último dia 12, está incorreto. A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) foi informada pela empresa Tissot, encarregada pela marcação do cronômetro, de que o verdadeiro tempo foi de 9s77.O tempo exato registrado por Gatlin na prova de Doha foi de 9s766, ajustado para 9s76. Mas, segundo as normas da IAAF, este tempo deveria ter sido estabelecido em 9s77.A marca de Gatlin, campeão mundial e olímpico dos 100 metros, será ajustada para 9s77 nos próximos dias pela IAAF. Essa marca igualará o recorde em vigor do jamaicano Asafa Powell, registrado em 2005."Esse é mais um motivo para Justin tentar quebrar sozinho o recorde mundial. Ele está bem fisicamente e sei que é capaz", contou o agente do atleta, Renaldo Nehemiah.Dessa forma, o recorde mundial dos 100 metros passa a ser dividido por Powell e Gatlin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.