Recordes mundiais mantêm o nome de Thorpe em alta

O australiano Ian Thorpe se aposentou da natação como um dos maiores nomes da história do esporte, e deixa, entre outras façanhas a serem igualadas, três recordes mundiais individuais, além de fazer parte da equipe australiana dona de duas marcas.Atual campeão olímpico dos 200 e 400 metros livre, Thorpe é o recordista mundial das duas provas. Nos 200 metros, ele marcou 1min44s06 em Fukuoka, no Japão, quando ganhou o primeiro de seus títulos mundiais na prova. Nos 400 metros, prova na qual nunca foi derrotado e soma três títulos mundiais - o primeiro deles aos 15 anos, em 1998 -, a marca de 3min40s08 foi obtida em 2002, nos Jogos da Commomwealth, em Manchester, na Inglaterra.Thorpe detém ainda o recorde mundial dos 200 metros livre em piscina curta, 1min41s10, batido em 2000, durante uma etapa da Copa do Mundo em Berlim. Ele também faz parte do time da Austrália que é dono do recorde do revezamento 4x200 metros livre, nas duas piscinas, ambos batidos em 2001, - na longa, o tempo é de 7min04s66, e na curta, de 6min56s41. Nos dois casos, Thorpe foi acompanhado de Grant Hackett, Michael Klim e William Kirby.Ao todo, Thorpe chegou a bater 13 recordes mundiais em menos de dez anos de carreira como profissional. Ele apareceu para o mundo no início de 1997, com 14 anos e 5 meses, quando foi convocado para defender a Austrália nos Jogos Pan-Pacíficos - no ano anterior, havia conquistado cinco títulos nacionais na competição de adultos -, e ganhou uma medalha de prata, nos 400 metros livre.Ícone australianoAos australianos, fica a tentativa de superar a façanha de Thorpe, o atleta do país com mais medalhas na história dos Jogos Olímpicos. Preparado para brilhar em 2000, em Sydney, ele correspondeu e saiu com três medalhas de ouro (400 metros livre e revezamentos 4x100 e 4x200 metros livre) e duas de prata (200 metros livre e revezamento 4x100 medley).Em Atenas, já aos 22 anos, venceu o esperado duelo com aquele que é considerado seu sucessor como garoto-prodígio, o norte-americano Michael Phelps, e ficou com o ouro nos 200 metros livre, além de conquistar o bi nos 400 metros. Faturou ainda uma medalha de bronze nos 100 metros livre, prova que nunca foi sua especialidade, e uma prata no revezamento 4x200 livre.Em Campeonatos Mundiais, Thorpe obteve 13 medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze. Sobrou na disputa em Fukuoka, em 2001, quando foi seis vezes para o alto do pódio. Acumulou ainda vitórias em Pan-Pacíficos e Jogos da Commonwealth. "Seu legado será lembrado nos próximos 50 anos", afirmou em nota nesta terça-feira o presidente do Comitê Olímpico Australiano, John Coates. "Ele foi um grande campeão, uma inspiração e um destacado embaixador da Austrália."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.